segunda-feira, 26 de abril de 2010



Então me diz o que que eu faço com essa Felicidade inventada, incompleta e paradoxal que o destino insistiu em me arranjar?
Dia e noite, sim e não, fogo e água, flor que brota no asfalto
Como faço pra completar?

Tempos dificeis, meus caros.

Um comentário:

  1. quando vi o nome do teu blog lembrei de um poema. eu num sei de quem é a autoria, mas ele diz assim:

    não pise na grama!
    não pise na grama!
    não pise na grama!
    deite e role.

    rsrs
    bonito blog

    ResponderExcluir